Rotas do café no Brasil: guia completo para os amantes da bebida

Elabore um roteiro para provar os mais deliciosos cafés do Brasil. – Embratur, Facebook.

Grande parte dos brasileiros são apaixonados por um cafezinho. Difícil resistir ao aroma e o sabor daquele café caseiro vespertino, do expresso, o tradicional pingado do bar ou do café com grãos selecionados e tipo exportação. É claro que essa bebida marcante tem uma data só para ela: no dia 14 de abril é comemorado o Dia Mundial do Café.

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo, sendo o 14 º país entre os que mais consomem a bebida. Em média, cada brasileiro toma de 3 a 4 xícaras por dia; em casa, no trabalho, no barzinho, no pub, na rodoviária, aeroporto. Enfim, em qualquer lugar ou ocasião um cafezinho cai bem, concorda?

Nesse post, informamos sobre a importância da cultura cafeeira, curiosidades e recomendações de passeios nas principais rotas do café no Brasil.

Ao terminar a leitura, com certeza você vai sentir vontade de elaborar um roteiro de viagem pegar a estrada com a intenção satisfazer o paladar!  

A importância histórica do café no Brasil

Já com excelente valor comercial em diferentes partes do mundo, o café chegou ao Brasil em 1727, trazido pelo Sargento-Mor Francisco de Melo Palheta após solicitação do Governador do Grão-Pará e Maranhão. Graças ao clima favorável e ao solo apto para o plantio, o cultivo do café se espalhou rapidamente para diversas partes do país. Estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Maranhão e Paraná se estabeleceram como importantes produtores do fruto e a economia ganhou enorme impulso, tanto é que em 1830 o grão já era o principal produto de exportação do Brasil.

O café alavancou a economia brasileira e enriqueceu muitos fazendeiros durante o Império. – Guilherme Gaensly, Wikimedia Commons.

O lucro obtido pelo sucesso na exportação enriqueceu os fazendeiros que passaram a ser chamados de “Barões do café”. Por outro lado, não foram apenas os grandes donos de terra – que utilizavam o trabalho escravo na produção cafeeira – os beneficiados com o sucesso do café. Em razão dos ganhos conquistados com as exportações, as cidades, no período imperial, passaram por intenso processo de urbanização. A classe média urbana emergiu paulatinamente e ferrovias foram construídas para facilitar o transporte do produto das fazendas para os portos.

Muitas fazendas cafeeiras hoje funcionam como museus e atraem visitantes curiosos pela história do café. – Boaventuravinicius, CCA Share Alike 4.0, Wikimedia Commons.

Duas situações históricas provocaram fortes crises na produção cafeeira do Brasil: uma geada ocorrida no fim do século XIX e a quebra da Bolsa de Nova York em 1929, que obrigou ao governo a queimar milhares de sacas de café para minimizar os impactos avassaladores da crise.

Embora hoje não seja o produto exportador protagonista, o café é uma das mais importantes commodities agrícolas do país. Além disso, o café brasileiro é conhecido no mundo inteiro pela qualidade.

Conclusão, o nosso cafezinho de cada dia tem muito história e também é motivo de orgulho.

6 Rotas do café no Brasil que você precisa conhecer

No Dia Mundial do Café ou qualquer outra data, vale a pena organizar uma viagem com um objetivo nobre: conhecer os melhores produtos do país. Portanto, para compartilhar momentos inéditos com amigos e familiares em recantos cheios de história e sabor, veja onde estão as principais rotas do café no Brasil nos seis estados abaixo:  

1. Rota do café em São Paulo

A centenária Fazenda Santa Cecília, em São Paulo. – Sara Barbosa da Silva, Facebook.

Referência histórica do café, o estado de São Paulo deixou uma herança respeitável na produção agrícola. Hoje o interior conta com inúmeras fazendas em que cada visitante pode conhecer de perto os pormenores da atividade, além de provar a bebida e adquirir produtos. As principais cidades do Vale do Café Paulista, onde existem propriedades rurais com plantações do fruto são: Itatiba, Cajuru, Bananal, Serra Negra, e Monte Alegre do Sul.

2. Rota do café no Paraná

É evidente que você vai experimentar cafés especiais nas melhores botiques, né? – O Armazem Café, Facebook.

A região norte do Paraná é conhecida pelos ricos cafezais e o estado se destaca no turismo rural. Assim, não deixe de visitar as fazendas da região para estabelecer contato com estilo de vida tradicional, conhecer museus locais, cafeterias e aprender do modo mais interessante possível sobre a valiosa cultura cafeeira. Por lá, Londrina, que já foi conhecida como a Capital Mundial do Café, Ribeirão Claro, Santa Mariana e Rolândia são as cidades que merecem constar no seu roteiro de viagem.

3. Rota do café em Minas Gerais

Fazenda de café em São Lourenço, Minas Gerais. – Inacia Canhestro, Conheça Minas, Facebook.

Graças aos privilegiados fatores climáticos, o sul de Minas possui ótimas condições para o plantio de café e oferece uma das melhores atrações do estado, a Rota Especial do Café. No trecho que abrange as cidades de São Lourenço e Carmo de Minas, situadas na Serra da Mantiqueira, o visitante vai conferir o cultivo de alguns dos melhores grãos de cafés do mundo e saborear iguarias mineiras como pão de queijo, goiabada, doce de leite e muito mais. Dica imperdível: ir à Uniques Café, renomada cafeteria da região.

4. Rota do café no Rio de Janeiro

O charmoso município de Vassouras é um dos destinos da rota do café no Rio de Janeiro. – Embratur, Facebook.

O Vale do Café é um gracioso atrativo fluminense que proporciona ao viajante o contato com arquitetura colonial e as fazendas onde o café era produzido na época do Império. Quer planejar um passeio ecológico e explorar uma região belíssima e que reúne registros preservados do passado? Então, é uma boa ideia visitar cidades como Valença, Vassouras, Rio das Flores, Miguel Pereira, Paty do Alferes, Volta Redonda e Barra Mansa.

5. Rota do café no Espírito Santo

O solo capixaba é propício para o plantio do café e as fazendas do estado recebem visitantes durante o ano. – William Quadros, Facebook.

O Espírito Santo também está no caminho das melhores rotas do café no Brasil e caso você opte por desbravar as terras capixabas, realize a Rota dos Vales e do Café. Criado para apresentar aos turistas as belezas naturais e preciosidades históricas da região, o circuito engloba cidades como Mimoso do Sul, Cachoeiro de Itapemirim, Muqui, Marataízes e Vargem Alta.

6. Rota do café no Ceará

As estradas de Baturité conduzem os visitantes à Rota Verde do Café, no Ceará. – Baturité CE, Facebook.

O estado do Ceará é um importante produtor de café do Nordeste brasileiro e na cidade de Baturité, a Rota Verde do Café é um gracioso programa turístico. Além de conhecer a história que envolve o café no Ceará e adquirir os produtos de alta qualidade produzidos na área, os viajantes conhecem um Museu Ferroviário, que funcionava como estação ferroviária no auge da produção no século XIX, o Mosteiro dos Jesuítas e belíssimas áreas verdes.

Aprovou as nossas indicações de rotas de café no Brasil? Se você ama tomar um café e tem curiosidade para conhecer produtos diferentes e até mesmo reforçar as habilidades na degustação, é uma sábia decisão programar esse passeio.

Aliás, mesmo se você não for tão fã da bebida assim, o fascínio com o charme histórico das cidades e fazendas está garantido. Pode acreditar!

Encontre as passagens de ônibus mais baratas no site oficial do BuscaÔnibus. Conte conosco nas suas viagens!