Estrada Afora com o buscaOnibus

Como aproveitar São Paulo de um jeito diferente?!

São Paulo é a cidade brasileira mais influente no cenário global. a cidade que nunca dorme, que é movida a negócios, turismo, cultura.

Com o lema “Não sou conduzido, conduzo”, São Paulo faz aniversário dia 25 de janeiro, são 462 anos. Para comemorar e parabenizar nossa metrópole separamos algumas dicas para você curtir a capital paulista de um modo um pouco diferente do comum.

Que tal fugir do óbvio, mas sem esquecer lugares e atividades que são conhecidas como “indispensáveis” quando se visita São Paulo?

Mercadão SP

Mercadão e suas barraquinhas. Foto: MercadãoSP

Por exemplo, sabemos que é indispensável visitar a Avenida Paulista e o Mercado Municipal, saborear um delicioso pastel de bacalhau ou o famoso pão com mortadela, mas que tal aproveitar e degustar algo diferente? Opções é que não faltam nas diversas barraquinhas do Mercadão.

Que tal apreciar São Paulo do alto?

Há lugares onde a vista da capital paulista é espetacular. Os mais conhecidos talvez sejam o Pico do Jaraguá, o ponto mais alto da cidade, com 1135 metros e onde o alcance da visão chega a 55 km; e o Terraço Itália, construído em 1956, e que do alto dos seus 45 andares presenteia com uma vista inesquecível.

Mas você também pode apreciar as vistas do alto do Edifício Copan, projeto idealizado por Oscar Niemeyer como homenagem, à época, aos 400 anos da cidade. As visitas guiadas acontecem das 10h30 às 15h30 de segunda à sexta. Ou pode aproveitar a bela vista dos prédios e antenas da Avenida Paulista durante um Happy Hour no Skye, do Hotel Unique.

Edifício Banespa

Edifício Banespa. Foto: Google

Agora, se você gosta de economia e finanças, que tal ver São Paulo do alto e ainda conhecer a bolsa de valores? O Banespão, onde fica a Bovespa, Bolsa de Valores Paulista é o 5º prédio mais alto da cidade e foi inspirado no emblemático Empire States, de Nova York. As visitas acontecem durante os dias da semana das 10h às 15h.

E tem mais, após um dia de correria turistando por São Paulo que tal apreciar o pôr do sol, do alto, em um dos mais belos ângulos da cidade? O local é a Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiro, conhecida como Praça Pôr do Sol, localizada no bairro Alto de Pinheiro.

Praça do Pôr do Sol.

Praça do Pôr do Sol. Foto: Dorus de Vries

A capital da comida? Ou da pizza?

São Paulo tem influência de várias etnias, oferecendo aos turistas e moradores uma enorme variedade gastronômica, desde restaurantes tipicamente brasileiros a japoneses, passando por mexicanos, franceses, tailandeses, libaneses e tantos outros.

Mas com certeza, os que fizeram mais sucesso foram os italianos. Além de casas de massas, a cidade pode ser facilmente considerada a capital mundial das pizzarias, afinal, são cerca de 6 mil opções de pizzarias produzindo 1 milhão de pizzas todos os dias.

Divirta-se fazendo um tour e conte para a gente qual a pizza mais saborosa!

Confira as opções de horários e passagens de ônibus para São Paulo e planeje sua viagem.

Encontre preciosidades nas feiras da cidade

Você pode escolher entre as feiras italianas no bairro Bixiga, as orientais na Liberdade, as da Praça Benedito Calixto, e ainda as tipicamente boliviana na Praça Kantuta.

Nas feirinhas de rua é possível divertir-se com apresentações culturais, deliciar-se com as opções gastronômicas, e encontrar objetos típicos, vintages e modernos para fazer a festa. Garimpe que com certeza valerá a pena.

Feira da Liberdade

Comemoração do Ano Novo Chinês na feira da Liberdade. Foto: Google.com

Parques, reservas ecológicas e aldeias indígenas

São Paulo é chamada de selva de pedra, afinal são tantos edifícios e toda a correria contece no meio de um monte de cimento que o “apelido” realmente combina. Mas a capital paulista possui também muitas áreas verdes. Entre parques, praças e reservas são mais de 60 áreas verdes espalhadas pela cidade.

Os mais conhecidos são o Ibirapuera, o do Carmo e o Jardim Botânico, mas você sabia que existem aldeias indígenas também? Isso mesmo, na APA (Área de Preservação Ambiental) Capivari-Monos, no extremo sul da cidade, se encontram três aldeias Guaranis. Para chegar até à APA é preciso seguir pela Marginal Pinheiros sentido sul até Av. Interlagos e depois Av. Senador Teotônio Vilela até o fim, onde inicia a trilha.

Núcleo Curucutu.

Núcleo Curucutu. Foto: José Cordeiro/SPTuris

Seguindo a trilha que também faz parte do Parque Estadual da Serra do Mar, é possível chegar ao Núcleo Curucutu, e do alto do morro avistar o Oceano Atlântico, a Serra do Mar e a cidade de Itanhanhém. Outras opções são a Trilha da Bica, que leva a uma fonte e a uma pequena queda d’água, e um treking até o litoral, de aproximadamente 40km, onde é necessário agendamento. Para visitar as aldeias também é preciso agendar.

No site do Polo de Ecoturismo de São Paulo, ligado à prefeitura, é possível encontrar mapas, fotos e mais informações sobre a região.

Vista de São Paulo

Vista de São Paulo. Foto: Google

Outro site onde você pode encontrar atrações diferentes é o Mapa das Sensações idealizado pela prefeitura de São Paulo que traz 100 pontos turísticos e quais dos cinco sentidos são estimulados durante a visita. Um jeito interessante de programar suas visitas.

Independente de como, onde e quando, o importante é saber vivê-la e aproveitar tudo que São Paulo tem a oferecer aos milhões de turistas que a visitam durante todo o ano. Com certeza vai encontrar algo que encante você também.